REDEFARMA

Encontre a REDEFARMA mais próxima de você:

Aqui é + Barato!

Informe-se

Mitos e verdades sobre o câncer de mama

A luta contra o Câncer de Mama não deve ser assunto apenas em outubro, mês oficial da campanha nacional. O tema é uma pauta importante, que deve ser discutida o ano inteiro, pois ainda existem várias dúvidas acerca da doença e suas formas de tratamento. Por isso, listamos os principais mitos e verdades que circulam entre a população. Leia e Informe-se.


O câncer de mama é hereditário?

Apenas 10% dos tumores tem esta correlação. No entanto, é sempre importante ficar atento ao próprio corpo para verificar o surgimento de nódulos ou feridas que persistem por muito tempo. Em casos de dúvidas e suspeitas, visite um médico.

 

Mulheres com seios menores têm menos chances de desenvolver câncer de mama?

Isso é um Mito, pois todas as mulheres podem desenvolver o câncer de mama.

 

O autoexame substitui a mamografia?

Não! O autoexame ou o exame clínico, feito por um especialista, não são suficientes para o diagnóstico de câncer. O mais indicado é a realização da mamografia regularmente.

 

O câncer de mama é incurável?

Quando identificado nos primeiros estágios da doença, a chance de cura é de 95%.

 

O desodorante aerossol facilita o desenvolvimento de tumores?

Mito. A axila não tem células mamárias, portanto, o uso de qualquer tipo de desodorante não afeta as mamas.

 

A amamentação ajuda a prevenir o câncer de mama?

Parece mito, mas é verdade! A produção de leite aumenta as atividades das células mamárias, diminuindo as suas multiplicações.

 

Homens podem ter câncer de mama?  Sim, apesar de raros (entre 0,5 a 1% dos casos de câncer de mama correspondem ao sexo masculino).  

 

O uso de sutiã apertado aumenta as chances de câncer de mama?

Mito. Independente do tecido ou modelo, o sutiã não favorece o desenvolvimento do câncer de mama.

 

A pílula anticoncepcional provoca câncer?

É um mito popular, já que não existem estudos que provem a associação entre o uso do anticoncepcional e o aumento da incidência de câncer.

 

Praticar uma atividade física ajuda na prevenção?

Sim. O excesso de peso aumenta o risco de desenvolvimento da doença, portanto, a prática de exercícios, aliada a uma dieta equilibrada, evita a obesidade. Segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca), o excesso de gordura pode aumentar o nível de alguns hormônios, como o estrogênio, que pode estimular o desenvolvimento do tumor.

Além disso, dedicar cerca de 30 minutos diários à prática de atividades físicas, já é o suficiente para estimular o sistema imunológico.



Fonte: http://www.blogdasaude.com.br

 
Voltar